Poesia e traduzibilidade: questões de (re)criação, leitura e equivalência, Marcelo Tápia, Casa Guilherme de Almeida

Data do Evento: 
sex, 05/10/2012 - 14:00 - 15:30

 

CITRAT (Centro Interdepartamental de Tradução e Terminologia) e o Departamento de Letras Modernas convidam para mais uma apresentação do Ciclo de Palestras sobre Tradução, na Sala 170, Prédio de Letras, Av. Luciano Gualberto 403, Cidade Universitária, 14h – 15h30, 5 de outubro de 2012

 

Poesia e traduzibilidade: questões de (re)criação, leitura e equivalência, Marcelo Tápia, Casa Guilherme de Almeida

A tradução de poesia envolve questões fundamentais sobre a linguagem poética e sua especificidade, a criação do poético pela leitura, a escolha recriadora como “arqueologia” ou renovação textual, a (re)escritura como palimpsesto e a própria viabilidade da  operação tradutória. A palestra buscará traçar um panorama das relações entre criação, leitura e tradução, discutindo as noções de equivalência entre textos “originais” e recriados.